sábado, 15 de dezembro de 2012

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

domingo, 11 de novembro de 2012

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

domingo, 28 de outubro de 2012

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

terça-feira, 9 de outubro de 2012

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

terça-feira, 2 de outubro de 2012

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

terça-feira, 25 de setembro de 2012

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

domingo, 16 de setembro de 2012

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

sábado, 8 de setembro de 2012

sábado, 25 de agosto de 2012

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

terça-feira, 21 de agosto de 2012

sábado, 18 de agosto de 2012

terça-feira, 14 de agosto de 2012

sexta-feira, 22 de junho de 2012

terça-feira, 19 de junho de 2012

sexta-feira, 15 de junho de 2012

quarta-feira, 13 de junho de 2012

quinta-feira, 7 de junho de 2012

quarta-feira, 6 de junho de 2012

terça-feira, 5 de junho de 2012

sexta-feira, 1 de junho de 2012

sou eu meu brinquedo
que monto & desmonto
me arredo de enredo
em que tudo está pronto

quinta-feira, 31 de maio de 2012

terça-feira, 29 de maio de 2012

terça-feira, 22 de maio de 2012

                                                     à memória de Célio Silva


de luto
de repente
sou o furor dos brutos
& a placidez dos dementes
após sofrimentos sem fim
& heroicos rompantes
vi que nem sou assim
tão importante
em verso curto
breve
meu surto
se inscreve
quando
em surto
me expando
em verso curto
trova exígua
verso curto
abriga
meu surto
que vergonha
minha lira
de dia sonha
de noite delira
em asilo
minha vida volveu
era tudo tranquilo
só não era eu

quarta-feira, 16 de maio de 2012

agora
que me desencanto
quem sabe é hora
de outro canto
agora
que eu já era
quem sabe é hora
de outra quimera
agora
que me decomponho
quem sabe é hora
de outro sonho
agora
que me desvaneço
quem sabe é hora
de outro começo
desfeito
o velho caminho
quem sabe meu peito
é novo ninho
agora
que me perco
quem sabe é hora
de ruir o cerco
farto
da velha rota
que belo parto
a derrota

quinta-feira, 10 de maio de 2012

domingo, 6 de maio de 2012

sábado, 31 de março de 2012

terça-feira, 20 de março de 2012

quarta-feira, 14 de março de 2012

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012